Yuri!!! on Ice – Do abismo ao estrelato (Sem Spoilers)

Primeiramente, prazer, eu me chamo Alyson Silva, ou Jiraiya, se preferir, e eu fui convidado pelo Pedro Vinicius a trazer essa resenha pra vocês.

Segundamente e rapidamente, algumas coisas que vocês precisam saber sobre mim. Eu tenho o meu próprio esquema de como escrever as minhas resenhas. Eu tento evitar spoilers ao máximo, inclusive detalhes que normalmente nem se consideraria spoilers, e isso se dá porque eu gosto que toda pessoa possa ler as minhas resenhas e ir assistir o anime sem qualquer fatos de dentro dele, exceto em relação aos aspectos técnicos da obra, que, normalmente, os que eu abordo são a ideia ou premissa ou concepção da obra, o enredo, a história, o roteiro, os personagens, a trilha sonora e a animação, tudo isso sem dar qualquer tipo de spoiler, já que eu aprecio que a pessoa tenha a experiência mais pura possível com a obra. Por último, eu também tenho uma escala de avaliação própria, que varia de Pior Impossível até Obra-prima e digo no final se eu recomendo ou não a obra, mas isso eu vou deixar pra falar em detalhes no finalzinho dessa resenha. Sem mais conversa, vamos ao que interessa.

Yuri Katsuki aos prantos, ep 01. Fonte: Crunchyroll.

Yuri!!! on Ice é um anime sobre evolução psicológica, sobre esforço e sobre tornar-se uma pessoa decidida, tendo como tema a patinação no gelo. Essa é a concepção básica da obra. No início da temporada, eu não peguei Yuri!!! on Ice para assistir, pois o trailer, a sinopse e o cartaz me deram a impressão de que o anime seria focado demais no gênero yaoi e no fanservice, pensei que seria o novo Free!, ao passo que eu procurava animes que visivelmente seriam mais comprometidos com qualidade técnica. Foi então que o anime atingiu o episódio 07, mais ou menos, e eu tive conhecimento de que o anime não estava focando no yoai e no fanservice. Show de bola, gostei muito de saber disso. Realmente tem fanservice, mas isso fica em segundo plano em relação ao desenvolvimento do anime. E o yaoi não é exatamente mostrado da maneira escandalosa como normalmente conhecemos; ao invés disso, o relacionamento se desenvolve de maneira mais natural do que o estereótipo em yaois (não que eu seja exatamente um perito em yaois XP). Enfim, o anime tinha uma ideia interessante, que era a patinação no gelo, mas eu tinha receio de a história ser um amontoado de fanservice yaoi e descobri na prática que o foco do anime não era esse e sim um foco bem mais interessante.

Victor Nikiforov em apresentação, ep 01. Fonte: Crunchyroll.

Sobre o enredo, eu devo dizer que ele foi bem executado em grande parte. Teve uma sequência de acontecimentos muito bem-criada pelo diretor. Maaas teve 2 erros graves. O primeiro erro é sobre os episódios 02 e 10. Estes foram enormes quebras de expectativas, na minha visão, pois o episódio 01 foi sublime, foi brilhante, foi encantador, com o anime mostrando realmente a que veio, isto é, animação extremamente fluída, músicas muito bonitas e foco no esporte, e de repente vem o episódio 02 recheado de fanservice yaoi e cenas de alívio cômico. Na boa, o alívio de cômico de Yuri!!! on Ice é simplesmente horrível, nada no anime me faz rir. Do episódio 03 ao 09, o anime tem uma evolução surpreendente, até chegar o episódio 10, que teve momentos muito importantes e úteis para a história, mas foi um desastre no sentido quebrar as expectativas que o anime criou até então com a evolução psicológica e no esporte do protagonista. Deveriam ter utilizado aqueles fatos do episódio de outra forma ou em episódios anteriores. O 2º erro grave do enredo tem a ver com o clímax. O episódio 10 foi uma quebra tão grande no ritmo frenético de evolução que o anime vinha imprimindo, que acabou abaixando a energia que o anime passava, em vez de simplesmente continuarem no ritmo, possibilitando, assim, um clímax mais épico e um final arrebatador. E ainda cometeram o erro de colocar o clímax no episódio 11 e não no 12, pois o episódio 11 voltou com tudo depois da parada no 10 e o episódio 12, apeser de ter sido um bonito “final”, foi um episódio não exatamente de fim e sim de deixar meio aberto para uma 2ª temporada. Deu pra entender o que eu quis dizer com erro na construção até o clímax, com o próprio clímax e com o “final”? Eu realmente espero ter sido claro.

Victor Nikiforov em um onsen, ep 01. Fonte: Crunchyroll.

Agora um pouquinho sobre a história do anime. Mas antes, só para lembrar, eu não vou dar spoiler algum, portanto pode continuar a leitura. Aqui eu serei bastante breve. A história do anime apresenta o protagonista Yuri Katsuki e toda a sua evolução para tornar-se em alguém com uma personalidade mais forte e mais resoluta. Isso ocorre em meio aos treinamentos e campeonatos de patinação no gelo, onde nós leigos aprendemos a beleza do esporte e as dificuldades para se chegar no topo do mundo no esporte, já que é preciso muita originalidade nas composições das danças, muita destreza e preparo para os saltos no gelo, muuuito esforço físico e muita maturidade. Em meio a isso, há também um desenvolvimento consistente no romance do protagonista, mas não de forma escandalosa e sim de maneira mais natural e sutil e sempre envolvendo o esporte.

Amiga de infância do Yuri Katsuki, Yuuko Nishigori, ep 01. Fonte: Crunchyroll.

O roteiro do anime não teve nada de especial, mas foi bem escrito, foi competente. Todas as falas ficaram coerentes e coesas umas com as outras e com as situações.

Yuri Plisetsky confrontando Yuri Katsuki , ep 01. Fonte: Crunchyroll.

O anime tem personagens muito bons no geral. A maioria deles tem um bom nível de carisma e até mesmo quem não tinha, em um primeiro momento, passa a ter carisma depois que a gente vê que ele também é um jovem como qualquer outro, com inexperiência e fraquezas, ou, em outros casos, extremamente maduros e originais. A inter-relação deles é, no mínimo, benfeita e é fácil ver como todos eles tem personalidades bastante diferentes, coisa que reflete nitidamente nas suas danças no gelo, no caso dos personagens patinadores. Existem também alguns personagens que são mais de alívio cômico para quebrar o gelo de certas situações. Somente estes mesmo que eu não gostei muito, já que eu pessoalmente não vi graça no alívio cômico de Yuri!!! on Ice. Ah, antes que eu esqueça, eu tenho que dizer que teve personagem que eu penso que deveria ter sido apresentado mais cedo, para que não ficasse um pouquinho forçado como ficou o seu aparecimento lá na frente no anime.

Victor Nikiforov na abertura do anime, ep 01. Fonte: Crunchyroll.

Cara, a trilha sonora desse anime é sen-sa-ci-o-nal! Os compositores das músicas de Yuri!!! on Ice capricharam na qualidade. A abertura é muito linda musicalmente e com uma letra bem bonita; tem uma mistura de instrumentos clássicos e sonoridade pop, juntamente de vocais pops, que mesclaram muito bem e representou perfeitamente a diversidade musical na patinação no gelo. O encerramento é menos memorável, mas também é muito bom, musicalmente, e com um tom mais pop do que a abertura. A trilha sonora interna teve seus efeitos sonoros bem colocados e também teve composições muito boas, já que alguns patinadores utilizaram músicas clássicas ou outras músicas existentes em suas danças, mas também houve personagens que utilizaram composições musicais originais nas suas danças. Pessoalmente, eu gostei mais das músicas clássicas devido a preferência pessoal, mas as originais foram realmente muito boas e bem encaixadas com as ideias ou sentimentos que as danças deveriam passar. Aliás, eu devo dizer que também fizeram um trabalho maravilhoso na dublagem; assim como as personalidades dos personagens refletiram perfeitamente em suas danças, a dublagem refletiu eximiamente bem a personalidade de cada um.

Professora Minako assistindo a uma dança do Victor Nikiforov, ep 01. Fonte: Crunchyroll.

Finalmente, sobre a animação, o episódio 01 foi o melhor de todos nesse aspecto. Foi o melhor desenhado na obra e que teve mais fluidez e mais efeitos, principalmente nas danças, o que as deixou realmente de brilhar os olhos. Depois disso, a animação desce o patamar e fica meio que mantendo o nível, dando apenas lampejos de grande animação em certos momentos de dança no gelo ou de treinamento. Eu tenho certeza que muitos esperavam um episódio final pelo menos no nível do episódio 01 em animação, mas, inesperadamente, não foi isso o que aconteceu. A animação ficou boa, mas não de encher os olhos como no episódio 01. A animação da abertura e do encerramento ficaram um show à parte idem.

E agora vamos ao meu veredito. Como eu disse no início, eu tenho a minha própria escala de avaliação (que é qualitativa), mas eu fiz a equivalência com a escala de 0 a 10:

Obra-prima ______10
Excelente ________ 9
Muito Bom ______ 8
Bom _____________ 7
Decente _________ 6
Mediano ________ 5
Insatisfatório ___ 4
Fraco ____________ 3
Ruim _____________ 2
Terrível __________ 1
Pior Impossível __ 0

Para Yuri!!! on Ice eu dou nota Muito Bom = 8/10. E eu recomendo que muitos de vocês que não assistiram por causa do yaoi ou fanservice assistam. No geral, é uma obra muito bem elaborada e bem executada e é um dos melhores animes do ano quanto à qualidade técnica.

E vocês que assistiram, o que acharam do anime?